Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Conferência questiona sociedade romantizada do século XVI e XVII de Braga

O auditório do Hotel do Elevador acolheu ontem mais uma conferência no Bom Jesus do Monte, dedicada à realidade devocional e comportamental da sociedade bracarense dos séculos XVI e XVII.

Franquelim Neiva Soares referiu-se aos abusos materializados em manifestações heterodoxas, seja de cunho social, seja de cariz religioso ou teológico, para os quais veio a devida resposta da autoridade eclesiástica.

O membro da Academia Portuguesa de História nomeou esses abusos, transversais a toda a sociedade – pedofilia, sodomia, usura, poligamia, devassidão, feitiçaria, jogo, entre outros –, tendo permitido traçar pelos presentes um paralelo interessante com as sociedades hodiernas.

Conhecedor de toda esta problemática e autor de “A Arquidiocese de Braga no século XVII 1550-1700. Sociedade e mentalidades. As visitações pastorais“, Franquelim Neiva Soares desmontou uma certa romantização dos usos e costumes da época.

 

Diário do Minho