Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Estátua de Jónatas

Estátua de Jónatas

Escalando mais alguns degraus, encontramos a estátua do mancebo Jónatas, segurando na mão direita um favo de mel e tendo junto aos pés um cortiço de abelhas. Sob a mesma encontra-se a respetiva inscrição latina: “GUSTANS GUSTAVI IN SUMITATE VIRGAE; ET ECCE MORIOR», traduzida por «Eu somente provei um pouco de mel com a ponta da vara que tinha na mão. Estou pronto para morrer».

Jónatas era filho do Rei Saul, e a determinada altura decidiu ir combater contra os Filisteus apenas com o seu escudeiro. Saiu sem dizer nada a seu pai. Entretanto e após a façanha de Jónatas, Saul trava batalha com os Filisteus.

Os Israelitas estavam extenuados naquele dia porque Saul obrigara o povo, sob juramento, a não comer nada antes de anoitecer, até que ele se tivesse vingado dos seus inimigos. Jónatas ignorou o juramento, estendeu a ponta do bastão que tinha na mão, molhou-a num favo de mel e levou-o à boca.

Então Saul disse, confessa o que fizeste, ao que Jónatas respondeu: «Eu somente provei um pouco de mel com a ponta da vara que tinha na mão. Estou pronto para morrer». O povo, no entanto, salva Jónatas, atendendo à vitória de Israel.

DSC00141

O Bom Jesus do Monte, referência incontornável.