Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Estátua de Noé

Estátua de Noé

Mais alguns degraus colocam-nos noutro patamar, dedicado à alegoria do olfato. O patriarca Noé, símbolo de fé e de esperança, após o diluvio, construiu um altar, tomou os animais e aves puras e ofereceu holocaustos sobre o altar.

Está representado por um velho paramentado e revestido com vestes sacerdotais com trunfa na cabeça, sustentando nos braços um cordeiro, junto de um altar.

Por ser justo é salvo do dilúvio, juntamente com a sua família, obtendo a promessa que o género humano subsistirá para sempre.

Devidamente enquadrada na cartela está a inscrição: «ODORATUS EST DOMINUS ODOREM SUAVITATIS», traduzida por «o senhor sentiu o agradável odor», evocando o sacrifício de Noé, onde o aroma apela ao seu estado de pureza.

DSC00135

O Bom Jesus do Monte, referência incontornável.