Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Miradouro e Capela do Pretório de Pilatos

Miradouro

e Capela do Pretório de Pilatos ou Ecce Homo

Do final do escadório do pórtico, acede-se a um espaçoso terreiro de perfil curvilíneo, datado de 1893, o miradouro, estação de descanso para o peregrino, com amplas vistas sobre a cidade, e que dá passagem para a estrada que atravessa um arco ou túnel, projetado pelo Engenheiro Manuel Couto Guimarães.

O miradouro está revestido de um pavimento de mosaico à base de pedra branca e preta, em caixilhos de cantaria lavrada com desenhos variados e, na parte voltada a poente, um parapeito com gradeamento em ferro. Neste secular pátio circular, onde o horizonte parece recortado por harmoniosas montanhas e se desfruta de ímpar panorâmica, encontram-se duas capelas.

DSC00081_b

DSC00072

A sétima capela, do Pretório de Pilatos, ou do Ecce-Homo, onde Pilatos exibe Jesus ao povo, à direita de quem sobe, construída no início do século XIX, de planta oitavada e com a insígnia heráldica do restaurador Moura Teles. Exibe no pórtico o letreiro: «EXIVIT… PILATUS FORAS, ET DICIT… ECCE HOMO», traduzido por: «saiu Pilatos e disse: Eis aqui o Homem».

No interior duas esculturas, Pilatos e Jesus, da autoria de João Evangelista Vieira e uma legenda que esclarece: «formam o quadro desta capela que representa Pilatos a mostrar o Bom Jesus ao povo, do alto da varanda da sua casa. Reconhecendo a inocência de Jesus mas sem força para o libertar, Pilatos, governador romano da Palestina, julgou que os judeus se comoveriam ao contemplarem o seu estado tão lastimoso. Mas enganou-se. A multidão logo que viu, diante de si, o Bom Jesus coberto de sangue e ouviu pilatos exclamar: Ecce homo, eis aqui o homem, longe de se compadecer, levou ao cúmulo o seu furor gritando: tira-o, tira-o, crucifica-o. Pilatos fez a vontade ao povo amotinado condenando à morte o Bom Jesus».

DSC00093

O Bom Jesus do Monte, referência incontornável.